Formato adaptado da Champions League pode facilitar um campeão inédito

0
794

A Champions League 2019-20, com retorno marcado para o dia 7 de agosto, terá uma redução em seu formato: partidas das quartas, semifinais, além da grande final serão disputadas em jogo único.

Com desfecho curto, de apenas três jogos (quatro para os que ainda precisam avançar às quartas) e com sede única (Portugal), o caminho dos times para chegar à “orelhuda” torna-se facilitado. Inclusive daqueles que ainda não têm um lugar entre os campeões.

Isso porque, dos 12 sobreviventes, 7 ainda não levantaram a taça. Três deles pertencem a duelos não definidos das oitavas (Lyon, Napoli e Manchester City). Mas mesmo que, na pior das hipóteses, nenhum desses três prossiga, a fase de quartas-de-final ainda terá uma distribuição interessante: quatro campeões, quatro não-campeões.

Entre os três citados, o único que precisa de uma vitória para seguir vivo é o Napoli, que empatou o primeiro duelo contra o Barcelona. Lyon e Manchester City saíram na frente nos confrontos contra Juventus e Real Madrid, respectivamente, e precisam apenas do empate para seguir com o sonho.

E entre os times que já têm vaga garantida nas quartas – Paris Saint-Germain, Atlético de Madrid, Atalanta e RB Leipzig – o que há em comum? Nenhum deles ainda levou a Champions.

Dos prestigiados e endinheirados Paris Saint-Germain e Manchester City, passando pelos tradicionais Atlético de Madrid, Napoli e Lyon, pelo emergente RB Leipzig até a estreante Atalanta, o sonho de levar a cobiçada taça europeia para a sala de troféus ganha sobrevida – além de um atalho um tanto quanto interessante.

Numa edição por várias razões atípica, predominam os ainda não-campeões. Assim a Champions, que viu um campeão inédito apenas uma vez nos últimos 22 anos (o Chelsea em 2012), vê agora boas chances de ter um novo time a escrevê-la a história.

Quanto aos cinco times já campeões, apenas um deles tem garantia de prosseguir na luta pelo título. Este será definido após o jogo de volta entre Bayern e Chelsea – no qual o gigante bávaro, com os 3 a 0 construídos em pleno Stamford Bridge, deve apenas confirmar a vaga.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here