Crise no Botafogo: Funcionários demitidos e treinos não devem ocorrer em maio

0
899
treinos botafogo retornam fim de maio

Se na Europa equipes como o Real Madrid e Barcelona já receberam autorização para voltar aos treinos presenciais para um provável recomeço da temporada em junho, aqui no Brasil a paralisação por conta da pandemia de coronavírus não tem nenhuma previsão de acabar.

E essa falta de expectativa para o futuro vem fazendo diversos clubes a sofrer duras consequências, como é o caso do Botafogo.

O clube carioca teve nesta segunda-feira (04/05) que demitir mais 40 funcionários, causando realmente uma sensação de caos dentro do clube. Isso porque sem o patrocínio de grandes apoiadores e também das transmissões, não há muitas receitas, ocasionando estas demissões em massa.

Chefes da Premier League e governo Britânico conversam sobre volta do Futebol no país!

Salários de jogadores

O membro do comitê executivo de futebol, Carlos Augusto Montenegro, informou que os funcionários foram demitidos com base na capacidade de cada departamento. Ele disse que toda semana é feita uma nova avaliação para definir estratégias para o clube em meio a este período de instabilidade.

Com relação ao salário dos jogadores, em maio não haverá redução dos salários. A previsão é que as coisas comecem a melhorar e os treinos voltem a acontecer no final de maio, com provável início das competições em junho. Se isso se confirmar, não haverá reduções.

Mas ele termina dizendo que se o caos causado pela pandemia persistir, será preciso sentar com os jogadores e conversar.

Salários atrasados

Agora com relação aos salários atrasados, Montenegro disse que não há qualquer previsão de quitação sobre os salários de março e férias de abril. Mas seus compromissos devem ser honrados em breve. “A prioridade é pagar o restante atrasado de fevereiro até esta semana”.

Demissões eram uma necessidade antes da crise no Botafogo

Segundo o Botafogo, o número de funcionários sempre foi muito alto. Portanto as demissões eram uma necessidade antes mesmo da crise acontecer. O setor que acabou sendo mais afetado foi o administrativo. Isso porque o fechamento dos estádios, acabou eliminando a necessidade de grande parte da mão de obra.

Diante da crise o Botafogo deve reavaliar o orçamento de 2020. Neste ano estava previsto R$ 229,3 milhões, mas com a suspensão de patrocínios, cortes pela TV e falta de bilheteria, este orçamento ficou completamente comprometido.

Para o segundo semestre será preciso refazer o orçamento.

Volta dos treinos

O Botafogo não deve voltar a treinar em maio, levando em consideração de que a pandemia deve seguir forte no país até o próximo dia de maio. Então a expectativa é que o retorno aos campos ocorra no fim de maio ou início de junho.

É preciso seguir as recomendações dos governos municipais e estaduais.

O mesmo deve acontecer com os outros clubes cariocas.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here