Zé Ricardo pede cautela com Cícero no Botafogo

Gustavo Cunha

, Botafogo

Último reforço anunciado pelo Botafogo, o experiente e multicampeão Cícero, de 34 anos, gera expectativas no torcedor alvinegro. No entanto, o atleta ainda levará alguns dias para estrear. Zé Ricardo, em entrevista coletiva realizada na tarde desta segunda-feira (11), deu um prazo de 15 a 20 dias para que o jogador esteja em condições de ir a campo.

“Tive conversa rápida com ele (Cícero) ontem. O último jogo dele pelo Grêmio foi em 2 de dezembro. Está há 50 e poucos dias se mantendo de uma forma que não é ideal, no trabalho pessoal. Estar dentro do campo é um pouquinho diferente. Deixei ele bem à vontade, mas logicamente esperamos tê-lo o quanto antes. Mas teremos a mesma tranquilidade que tivemos com Carli e Valencia, para que um atleta de 34 anos possa nos ajudar como ajudou ao Grêmio. Acredito que, só para não deixar sem resposta, que em 15 ou 20 dias ele esteja disponível.”

Porém, o treinador do Clube da Estrela Solitária pontuou que se o atleta mostrar que está em condições até a próxima segunda-feira (18), quando a delegação alvinegra embarca para a Argentina, o prazo pode ser antecipado.

“Não disse que estaria descartado (para o jogo contra o Defensa y Justicia). Está muito bem fisicamente, não parece fora do peso. Vai ser colocado no grupo a partir de sexta-feira. Está fazendo os trabalhos mais indoor. Se de sexta até segunda, quando viajamos para a Argentina, mostrar condição, pode ser que viaje. Não queremos pressionar um jogador que pode ser muito importante para a gente para a temporada.”

Posição

Perguntado sobre como pretende utilizar Cícero, Zé Ricardo disse que vê o atleta atuando em qualquer posição do meio de campo, ou no ataque, jogando mais solto. O treinador afirmou que o experiente jogador irá ajudar muito no decorrer da temporada e destacou a qualidade do mesmo nas bolas paradas.

“Vejo Cícero jogando em qualquer posição no meio e também podendo fazer o comando de ataque numa função mais flexível, mais solto. Ajudará também na bola parada”, concluiu.

Atacante admite má fase, mas confia em volta por cima do Botafogo