Empresário revela bastidores da ida de ex-Fluminense para a Europa. Saiba mais!

Filipe Carbone

, Fluminense

Destaque do Fluminense na última temporada, o zagueiro Roger Ibañez, de apenas 20 anos, não conseguiu sequer curtir o início do Campeonato Carioca. Isso porque o tricolor selou a venda do jogador para o Atalanta-ITA, onde disputará a Série A TIM. A venda foi concretizada logo no início da temporada pelo valor de 4 milhões de euros (R$ 16,8 milhões). O contrato do zagueiro vai até junho de 2023.

Apresentado pelo Atalanta na última terça-feira (29), Ibañez foi revelado no PRS Futebol Clube, do Rio Grande do Sul. O jovem jogador chegou no Fluminense em 2017, mas apenas em 2018 conseguiu garantir a vaga na equipe. Pelo Campeonato Carioca, o zagueiro esteve em campo contra o Volta Redonda, onde marcou o gol do empate, e contra o Americano.

Dias depois da apresentação no clube italiano, Roger Ibañez fez uma publicação na rede social agradecendo o Fluminense.

“Obrigado por tudo, Fluminense.”

Palavra do empresário

Roger Ibañez durante sua apresentação na Atalanta

Roger Ibañez assinou contrato de três temporadas com a Atalanta (Foto: Divulgação | Atalanta)

Em entrevista ao NetFlu, Frederico Moraes, empresário do jogador, falou sobre a necessidade de transferência do atleta, tempo de negociação e valores da transferência. Meses antes, o empresário havia dito que não havia motivos para a transferência acontecer.

“Mudou a necessidade de se fazer uma operação e a Atalanta apareceu nesse meio tempo. Tem coisas que não tem como controlar, os números foram satisfatório e agradaram. Foi tudo muito rápido”.

Frederico desconversou quando questionado sobre o valor da transferência. De acordo com ele, os valores não estão longe do que está sendo falado na imprensa.

“Pelo que estou lendo pelos noticiários da Itália e do Brasil, os caminhos estão mais ou menos certos. Eu não vou confirmar nem desmentir, mas o que eu escutei não está muito longe do que foi acertado”, respondeu Frederico sobre o valor de 4 milhões de euros.

Por fim, o empresário afirmou não ter participado das conversas no que se diz respeito à forma de pagamento do atleta nem se o clube permaneceu com participação em alguma venda futura.

“Referente aos pagamentos da Atalanta, eu não sei te dizer, porque foi feito entre os dois clubes. Eu só cuidei da parte do jogador. Até onde eu sei, o Fluminense vendeu tudo, mas não posso confirmar”, finalizou.

Roger Ibañez: desempenho, resultado e possibilidade de altas cifras para o Tricolor