Botafogo vence Defensa y Justicia com golaço no último lance

O Botafogo garantiu a vitória sobre o Defensa y Justicia com um gol no último lance da partida. Time fez partida pouquíssimo inspirada, mas atacante Erick deu a vitória magrinha para o clube de General Severiano. Jogo de volta será no dia 20 de fevereiro na Argentina.

Em uma exibição pra pouco mais de 10 mil pessoas no Engenhão nesta quarta (7), a equipe carioca não conseguiu usar o fator casa para levar vantagem na equipe argentina. Com exceção do lance do gol, o Botafogo não criou nenhuma oportunidade de gol na segunda etapa.

Na metade da segunda etapa o técnico Zé Ricardo ouviu os gritos de “burro” da torcida após colocar o volante Gustavo Bochecha em campo. O gol do atacante alvinegro foi pra lavar a alma. No apagar das luzes, aos 48 do segundo tempo, Erick recebeu ligação direta do goleiro Gatito, driblou do zagueiro Barboza e chutou forte. Um golaço! Sem chances para Unsain.

Chuva atrapalhou o espetáculo no Engenhão. (Foto: Divulgação/Botafogo)

A partida

Apesar de jogar em casa o Botafogo não entrou em campo como favorito na partida contra o Defensa y Justicia. Isso porque além de ocupar a segunda colocação no Campeonato Argentino, a equipe não sabia o que era perder desde outubro do ano passado.

No entanto, durante os 45 minutos da etapa inicial nenhuma das equipes chegou com perigo real no gol. O Botafogo fez apenas quatro finalizações contra também quatro do Defensa y Justicia. O excesso de chuva atrapalhou o espetáculo, apesar do sistema de drenagem do Engenhão ter cumprido bem o papel.

Durante o primeiro tempo o Botafogo não ameaçou a equipe argentina, mas conseguiu manter o controle da partida. Apesar disso, o alvinegro voltou ainda pior do intervalo. Sem conseguir chegar ao ataque do Botafogo, o técnico Sebastián Beccacece tirou um volante e optou pela entrada de um meia ofensivo.

A alteração fez efeito e o Defensa y Justicia quase encontrou o gol aos 23 minutos. Em um contra-ataque organizado, Fernández recebeu na esquerda, ganhou do Jean e chutou uma bomba, obrigando Gatito a fazer grande defesa.

Atacante Erick correu para o abraço após marcar o gol da vitória. (Foto: Divulgação | Botafogo)

Da metade para o final do segundo tempo a torcida do Botafogo começou a perder a paciência. Vaiou o técnico Zé Ricardo e gritou “burro” quando o treinador chamou o volante Gustavo Bochecha para a partida. Logo depois, o atacante Kieza também foi vaiado pela torcida.

A partida estava próxima do fim e se encaminhava para o 0 a 0 quando Erick lavou a alma para o Botafogo. Gatito fez ligação direta para o ataque, Ferrareis desviou no alto e a bola sobrou para o atacante. Com muita categoria, Erick limpou o zagueiro e fez um golaço.

Decide na Argentina

Apesar de ter perdido a partida, Defensa y Justicia vai decidir a partida em casa na primeira etapa da Sul-Americana. O Botafogo vai jogar pelo empate e precisa fazer uma partida melhor se quiser assegurar a vaga para a próxima fase. A equipe não sabia o que era perder desde 25/10, quando perdeu nas quartas de final da própria Sul-Americana.

A próxima partida será no dia 20 de fevereiro na Argentina. O Botafogo vai jogar pelo empate ou por derrotas em que perca por um gol de diferença. No último caso, porém, é necessário marcar. Se o Defensa vencer por 1 a 0, a decisão da vaga será nos pênaltis.

Cícero decreta: “Será um ano de grandes vitórias para o Botafogo”