Neymar: ruim da cabeça, doente do pé

Olho grande dos catalães, inveja, má sorte, maldição? O fato é que os últimos meses do atacante Neymar no velho continente não foram dos melhores. Após sofrer com a contusão no osso do pé direito às vésperas da Copa da Rússia e virar motivo de piada após o Mundial, o jogador passa novamente por mais um momento complicado na carreira.

Não sou um admirador de Neymar, pelo contrário. Acredito piamente que fez escolhas erradas na carreira, é muito mal assessorado, mimado, midiático, egocêntrico e infantil. O seu despreparo como ser humano reflete em seu comportamento dentro de campo. Inegavelmente é um excelente jogador, mas ainda está a milhas e milhas de distância de Cristiano Ronaldo e Messi e, aos poucos, Mbappé vai deixando o companheiro de clube para trás.

Tudo o que cerca a vida do jogador é um mistério: a transferência do Santos para o Barcelona, as dívidas com o fisco, as brigas no vestiário do PSG, o desejo de retornar para o Barcelona. Ao contrário da vida profissional, o lado pessoal é escancarado.

Neymar posta, fotografa, posa com as novas namoradas, posta novamente, ostenta, se diverte. E não venham dizer: “Ele é apenas um menino, você está sendo muito duro com ele”. Homem feito, milionário, repleto de compromissos publicitários, garoto-propaganda de diversas empresas, ídolo de um clube na França. Somos paternalistas e temos a mania de passar a mão na cabeça, bajular, exercer com a maior cerimônia o ritual do beija-mão na corte da bola.

Neymar está cercado de asseclas acéfalos que não suportam críticas e saem em sua defesa.  Durante a semana, um dos seus amigos bajuladores, o jogador de pôquer André Akkari resolveu atacar o ex-jogador e comentarista Walter Casagrande. Casão disse que Neymar poderia ter evitado a falta que resultou na contusão se tivesse soltado a bola.

É uma opinião e opiniões precisam ser respeitadas, concordando ou não. O parça foi pro all-in e retrucou: “Que vergonha, Casagrande, você ultrapassou todos os limites de querer ganhar visibilidade em cima dos outros. Toma vergonha na cara, seu moleque!”. Perdeu totalmente a razão.

Repercussões mundo afora

Neymar em jornal

Neymar foi destaque do tradicional jornal francês L´Eequip (Foto: Reprodução | L’Equip)

Ainda no Brasil, um conceituado jornalista disse que se Neymar tivesse se jogado, se atirado ao chão como sempre fez e os europeus tanto repugnam, ele teria evitado a nova lesão no pé-direito. Tenha santa paciência! Messi apanha tanto quanto o brasileiro e não vive mergulhando para fugir dos pontapés dos caneludos. Vamos vitimizar nosso “menino”, é isso aí. Deixa o moleque crescer e apanhar um pouco da vida. É claro que não torço por sua contusão, mas acho que uns bons cascudos fariam bem.

Já o jornal francês “L´Equipe” publicou uma reportagem de capa e intitula como “A maldição de Neymar”. Realmente ele não tem dado muita sorte, mas amaldiçoado já soa um pouco demais. Vamos humanizar um pouco mais, trazer para a realidade e deixar de colocar jogador de futebol num patamar de herói imortal, inatingível. Quantos craques viveram dramas muito maiores, que diga o Fenômeno, acabado para o futebol após as cirurgias no joelho e ressurgido das cinzas em 2002.

Mais do que recuperar o pé e estar apto a voltar a jogar pela seleção num ano de Copa América, Neymar precisa colocar a cabeça do lugar. Não estou discutindo a qualidade do seu futebol, acho que está acima da média. Porém, em termos comportamentais é um perna-de-pau. Que se recupere prontamente e volte a jogar bola.

Você ainda acha que Neymar poderia ter evitado a contusão se tivesse se jogado ou soltado a bola? Bate uma bola lá comigo no meu twitter @alexaraujo_75 ou pelo Instagram: @alexandrearaujo75

PINCELADAS DO RURÚ:

ALERTA VERMELHO NO PSG!  Como Neymar ficará pelo menos dez semanas fora dos gramados para tratar a fratura no quinto metatarso do pé direito, o clube francês não poderá contar com o jogador na fase decisiva da Liga dos Campeões da Europa. Neymar vai perder os dois jogos de oitavas contra o Manchester United. Se o PSG avançar para as quartas (não aposto meus míseros euros), ele provavelmente só voltará na segunda partida e a meia bomba.

TITE DE OLHO: Segundo as previsões médicas, é bem provável que Neymar volte a jogar bola no final de abril. Porém, ele terá que trabalhar duro para chegar na melhor forma para a disputa da Copa América, título que a seleção persegue desde 2007.  O certo é que o atacante também será desfalque nos amistosos da seleção brasileira de março, um deles já confirmado contra a República Tcheca no dia 26. Parece perseguição, mas já perceberam como nosso principal jogador sempre nos deixa na mão na hora H? Deve ser mesmo maldição. Perdão, L’Equipe…

ENQUANTO ISSO EM BARCELONA… Durante os quatro anos que atuou no gigante espanhol, Neymar perdeu 21 jogos por conta de lesões, doenças ou má condicionamento. Em apenas um ano e meio jogando no PSG, já são 27 partidas, número que será ampliado com sua reserva já comprada para o departamento médico do clube parisiense.

Marcelo Crivella virou tema do carnaval do Rio de Janeiro

Prefeito do Rio Marcelo Crivella é caracterizado como diabo em escultura carnavalesca (Foto: Divulgação | Acadêmicos do Sossego)

CHEGA DE NEYMAR! Vamos falar coisa boa. O atacante Neném Sassarico, um dos maiores craques da história do Beach Soccer, vai comemorar seu aniversário no próximo dia 5, na praia de Copacabana. Além de uma animada roda de samba, a bola também vai rolar. Neném vai receber grande craques do futebol brasileiro. Junior, Claudio Adão, Romário, Pedrinho, Djalminha, Roger Flores e Zinho já confirmaram presença

PAU NO BISPO! A Acadêmicos do Sossego, escola do Grupo de Acesso do carnaval carioca, resolveu exorcizar seus demônios na avenida. Uma escultura que lembra e muito o prefeito Marcelo Crivella desfilará pela Sapucaí com dois demoníacos chifres na cabeça. Depois que a imagem da alegoria vazou a escola negou, mas assim como nosso prefeito, ninguém levou a sério.

Abre o olho, Mengão!