“Velho” reforço ainda não tem reestreia garantida no Botafogo

O atacante Erik voltou ao Botafogo para a temporada 2019, mas ainda não sabe se poderá fazer sua reestreia. O nome do jogador já apareceu no BIRA (Boletim Informativo de Registro de Atleta) da Federação de Futebol do Rio, porém segue com uma pendência. Para ficar totalmente regularizado, um documento oriundo da Federação Paulista precisa chegar à FERJ até a noite desta terça.

Nome de Erick tem uma exigência em observação no BIRA ( Foto: Reprodução | FFERJ.com.br )

Caso a pendência seja resolvida, a decisão ficará nas mãos do treinador Zé Ricardo. O Botafogo encara o Bangu, nesta quarta-feira, às 19h15 (horário de Brasília), no Estádio Olímpico Nilton Santos, em busca de uma reabilitação, já que estreou no Campeonato Carioca com uma derrota por 3 a 1 para a Cabofriense.

Volta ao clube

Desejo da diretoria e da torcida do Botafogo, o atacante Erik vai permanecer no Rio de Janeiro por mais uma temporada. O atleta chegou ao Glorioso em agosto do ano passado e apresentou um bom futebol. Em 17 jogos, marcou cinco gols e distribuiu cinco assistências. Por este motivo, o técnico da equipe paulista, Felipão, solicitou o retorno do atleta, pois queria observá-lo na pré-temporada. Uma venda para o exterior também era pensada, o que não aconteceu. Como o jogador se adaptou bem ao Alvinegro Carioca, o Alviverde decidiu emprestá-lo novamente ao Clube da Estrela Solitária.

Cria das categorias de base do Goiás, Erik teve 60% dos direitos econômicos adquiridos pelo Palmeiras, com quem tem contrato até dezembro de 2020, por cerca de R$ 13 milhões no final de 2015. O Botafogo tentou a contratação em definitivo do atacante na negociação que levou Matheus Fernandes para o time paulista, mas sem sucesso

Bom segundo semestre

Contratado com grande expectativa pelo Palmeiras, Erik disputou 30 partidas com a camisa alviverde, marcou três gols e ajudou o clube a ser campeão brasileiro em 2016. No entanto, no ano seguinte, perdeu prestígio e foi a campo somente 14 vezes e não anotou nenhum tento.

Em 2018, no primeiro semestre, o atacante de 24 anos foi emprestado ao Atlético Mineiro. No Galo, não agradou. Em 25 jogos, balançou as redes duas vezes. O reencontro com o bom futebol aconteceu no Rio de Janeiro. Contratado pelo Botafogo no final de agosto, Erik rapidamente se tornou titular da equipe e foi fundamental para que o Clube da Estrela Solitária desse uma bela arrancada, escapasse da zona de rebaixamento e terminasse o Campeonato Brasileiro na nona colocação, garantindo uma vaga na Copa Sul-Americana desta temporada.

Zé Ricardo releva resultado negativo e destaca que time está em reconstrução