Sevilla muda de ideia e negociação entre Flu e Ganso emperra

O Caso Ganso ganhou mais um capítulo nesta sexta-feira (18). De acordo com o GloboEsporte.com, o Sevilla-ESP, clube que detém os direitos federativos do jogador, quer negociar o meio-campista em definitivo com o Fluminense. Mas como o Tricolor vive uma grave crise financeira, a negociação entre as duas partes emperrou.

Fluminense e Sevilla negociam a vinda de Paulo Henrique Ganso há duas semanas. O Tricolor está disposto a trazer o meio-campista por empréstimo por uma temporada. Mas, como o jogador ganha R$ 1 milhão mensais, o clube carioca quer pagar apenas 25% (R$ 250 mil) dos salários de Ganso. Com isso, os espanhóis pagariam mais 25%, enquanto o Amiens-FRA pagaria 50% por seis meses.

Os outros seis meses de empréstimo de Paulo Henrique Ganso ainda seriam discutidos por Fluminense e Sevilla. O Tricolor está disposto a ultrapassar o teto de R$ 150 mil proposto pela diretoria do clube. Entretanto, pagar muito acima dos 25% dos salários do meia está fora de cogitação para o Tricolor. Apesar de apostar no aporte financeiro da venda de Sornoza para o Corinthians, o valor não seria alcançado.

Consciente da situação financeira do Fluminense, o Sevilla chegou a pedir garantias financeiras ao Tricolor, para comprovar se a equipe carioca seria capaz de arcar com as custas da ida de Ganso para as Laranjeiras. Além disso, os espanhóis desejam recuperar o valor investido na compra de Ganso, em 2016.

Contratado para ser o maestro da equipe, Paulo Henrique Ganso foi contratado junto ao São Paulo, em meados de 2016. Na época, o Sevilla ofereceu € 9,5 milhões (atualmente, pouco mais de R$ 40 milhões) para ter 100% dos direitos federativos do jogador. O retorno não veio dentro de campo: O meia fez apenas 28 jogos em dois anos de clube.

Fluminense mantém esperança

Fernando Diniz em evento de abertura do Campeonato Carioca

Em evento da FFERJ, Fernando Diniz manteve o positivismo sobre a vinda de Ganso (Foto: Felipe Siqueira | Globoesporte.com)

Agora, o Sevilla quer recuperar financeiramente o valor investido em Paulo Henrique Ganso. O meia já recebeu sondagens de outros clubes brasileiros, mas as conversas não avançaram. Além disso, equipes do futebol chinês já manifestaram interesse em ter o jogador em 2019. Ainda assim, o Fluminense ainda acredita num desfecho positivo para a negociação. Durante o evento de abertura do Campeonato Carioca, o técnico Fernando Diniz comentou a situação.

“A expectativa é muito boa. A história começou com uma relação que tive com o Ganso. Na época do Audax, jogamos contra. Falei com ele, ele está animado para vir. Tem coisas que escapam de mim e ao Fluminense. Tem outras coisas envolvidas. Se ele puder vir, será um reforço de peso. Estou atento a isso, mas a gente não tem prazo definido. Não depende da gente. O interesse é mútuo, mas tem outras pessoas que têm de decidir”, afirmou Fernando Diniz.

Enquanto Ganso não vem, o Fluminense mantém o foco na estreia do Campeonato Carioca de 2019. Neste sábado (19), o Tricolor enfrenta o Volta Redonda, às 19h, horário de Brasília, no Maracanã. As duas equipes estão no Grupo A da competição, ao lado de Americano, Madureira, Portuguesa e Vasco da Gama.

Oposição do Flu descarta chances de novo impeachment de Abad