Equipe francesa pode pagar parte dos salários de Ganso

A situação de Paulo Henrique Ganso com o Fluminense está cada vez mais próxima de um desfecho. De acordo com o site NetFlu, o Sevilla-ESP topou o empréstimo do meia à equipe tricolor por uma temporada. Além disso, o Amiens-FRA, que recebeu o jogador, emprestado, em meados do ano passado, também aceitou pagar parte dos salários. Entretanto, a situação não é das mais simples.

O Amiens seguiria pagando 50% dos salários de Ganso, enquanto Fluminense e Sevilla dividiriam irmãmente a outra metade dos vencimentos. Entretanto, a equipe francesa tem contrato com o meia até junho deste ano. Além disso, os espanhóis não estão dispostos a pagar ainda mais pelo jogador.

Como o Sevilla não tem interesse algum em manter Ganso no elenco, o Fluminense pretende vencer os espanhóis no cansaço. Com o desinteresse do mercado europeu e de alguns clubes brasileiros, a equipe tricolor espera que, logo depois dos seis primeiros meses, o time da Andaluzia aceita pagar 75% dos salários do jogador, pouco mais de R$ 750 mil.

Caso apareça algum clube interessado em Paulo Henrique Ganso e disposto a pagar o valor integral do salário, é possível que o Sevilla libere o jogador. Entretanto, cada vez menos equipes estão interessadas em ter o meio-campista. Em dezembro do ano passado, o Amiens afirmou que Ganso recebeu propostas de clubes chineses. Entretanto, as conversas não avançaram.

Meia não conseguiu se firmar na Europa

Ganso é apresentado pelo Sevilla

Contratado pelo Sevilla em junho de 2016, Ganso fez apenas 28 partidas pela equipe espanhola (Foto: Reprodução | Sevilla)

Paulo Henrique Ganso chegou ao Sevilla, em meados de 2016, a pedido do então técnico da equipe, Jorge Sampaoli. Contratado para ser o maestro do time da Andaluzia, o meia passou longe das expectativas. Com apenas 28 jogos, em duas temporadas, o jogador não conseguiu se adaptar ao ritmo de jogo do futebol europeu.

Sem espaço no Sevilla, Ganso foi emprestado ao Amiens, visando engatar uma boa sequência de jogos. Mas nem na França o meia conseguiu repetir o mesmo nível de atuações. Com 13 jogos em seis meses e nenhum gol, o jogador decidiu não continuar mais na equipe francesa. Agora, o meio-campista tenta retornar ao Brasil e espera recuperar o bom futebol com a camisa do Fluminense.

Ex-Fluminense elogia compatriota Yony González