Peralta acredita que Arrascaeta “pode virar ídolo no Fla”

Talvez, Arrascaeta seja o principal nome do Flamengo nesta temporada. Tanto que sua contratação repercutiu em todo continente. Um dos jogadores mais assíduos na convocação do Uruguai, a mudança de clube movimentou o noticiário no país vizinho. Por isso, Esporte 24 Horas foi atrás de um personagem que conhece muito bem a atual realidade do conterrâneo: Horacio Peralta. Com passagem pelo Fla, o ex-jogador conta, em entrevista exclusiva, como está a expectativa do país a cerca dessa negociação.

“O Flamengo é um time mundial. Assim como o torcedor rubro-negro, os uruguaios também esperam que Arrascaeta faça sucesso. Ele é um cara de Seleção, já joga no Brasil e está fazendo sucesso. Acho que é um craque do Uruguai. Tomara que ele se adapte rápido ao clube e possa mostrar o futebol que mostrou no Cruzeiro. Então, a expectativa é muita grande. Acho que foi uma das melhores contratações que os cariocas fizeram”, analisa Peralta.

Assim como mencionou Peralta, Arrascaeta chega com o status de principal contratação para a temporada. Aliás, o investimento já é o maior da história do Flamengo. Por isso, os torcedores já ficam na esperança pelo surgimento de um novo ídolo. De acordo com o ex-jogador, o meia uruguaio tem sim o potencial para se tornar uma referência no clube carioca.

“Acredito que sim. Ele pode virar ídolo no Flamengo. As características dele são muito boas. Um camisa 10 com boa visão de jogo e ajuda os atacantes na hora de fazer o gol. Então, ele é um jogador muito completo”, declara Peralta.  

Pressão por títulos

Arrascaeta em ação pelo Cruzeiro

Arrascaeta foi o grande destaque do Cruzeiro na conquista da Copa do Brasil de 2018 (Foto: Divulgação | Cruzeiro)

De fato, Arrascaeta já mostrou seu potencial com a camisa do Cruzeiro. Mas, ainda assim, fica a dúvida se o atleta tem a personalidade necessária para ser o principal jogador do Flamengo. De acordo com Peralta, a responsabilidade por resultados tem que ser distribuída por todo elenco. Mas ele acredita que o compatriota tem a possibilidade de elevar o patamar do Fla.  

“Na minha opinião, o elenco inteiro tem que ser bom. O Brasileirão é muito forte. Todos os times estão muito bem. Mas acho que o Flamengo está se preparando melhor agora. As contratações também são boas. Então, um time completo fará com que o Fla brigue lá em cima e pelos títulos dos campeonatos. No entanto, sem dúvidas, Arrascaeta é o tipo de jogador que eleva o patamar do clube”, afirma o uruguaio.

Peñarol no caminho do Fla

Arrascaeta durante sua apresentação no Flamengo

Arrascaeta foi contratado para recolocar o Flamengo no caminho das vitórias em 2019 (Foto: Divulgação | Flamengo)

Além de mais competitividade, Arrascaeta vai ter a missão de ajudar o Fla na Libertadores. Embora o grupo não assuste, a presença do Peñarol incômoda os torcedores. Mesmo que não seja um grande “bicho papão”, o clube uruguaio sempre dá trabalho. Atualmente, a equipe vizinha reformulou seu elenco e aposta uma nova filosofia. Segundo Peralta, Flamengo não terá vida muito fácil na competição internacional.

“O Flamengo não tem um grupo fácil na Libertadores. O Peñarol tem um treinador novo e há uma mudança de elenco. Hoje, é muito difícil dar qualquer opinião sobre a equipe. Pois ele ainda estão se preparando e mudou muito. Mas é um clube muito difícil de jogar contra”, reitera o ex-rubro-negro.

Lembranças do Flamengo

Peralta conquistou a Copa do Brasil de 2006 pelo Flamengo

Agachado, Peralta (ao lado de Juan) conquistou pelo Flamengo a Copa do Brasil de 2006 (Foto: Divulgação | Flamengo)

A análise do Peralta sobre o Peñarol acaba se misturando com sua história no Fla. Vale lembrar que sua estreia com a camisa rubro-negra foi contra a equipe uruguaia. Na oportunidade, uma derrota nos minutos finais e uma atuação discreta. Aliás, discrição foi o substantivo que definiu a passagem do jogador pela Gávea. Ainda assim, o ex-jogador guarda com carinho essa experiência.

“As minhas lembranças do Flamengo são boas. Deixei amigos no Rio. Aliás, fico muito contente com o Marcos Braz no clube. Eu trabalhei com ele e o acho um grande profissional. Ele tem feito boas contratações e tomara que conquiste títulos. Mesmo que eu não tenha ficado muito tempo, tenho boas recordações do Fla. Quando eu cheguei, tínhamos um elenco muito bom, todos eram boas pessoas e o time era muito forte. Fico feliz de ter jogado aí. Além de toda saudade do Rio e do Maracanã lotado. Muito lindo. Fica na história para contar para os nossos filhos”, conta Peralta.

Polêmicas na passagem pelo Rio de Janeiro

Peralta em churrascaria no Rio de Janeiro

Contratado através de DVD, Peralta teve problemas com a balança e recebeu poucas oportunidades no Flamengo (Foto: Reprodução | Internet)

Hoje, às lembranças boas são as que ficam. No entanto, durante sua passagem, a vida no clube não foi das mais fácies. Principalmente, após a chegada de Ney Franco. Dentro da sua responsabilidade, o treinador preferia escalar os jogadores que vieram com ele do Ipatinga. Fator que limitou as oportunidade para Peralta no time titular. Durante toda a temporada, foram 20 jogos e apenas quatro gols.

“Eu tive poucas oportunidade no Flamengo. Na época, Ney Franco escolheu os jogadores que vieram do Ipatinga. Faz parte. Uns treinadores gostam de um jogador e o outro não. Por isso, o jogador tem que treinar e estar preparado para quando for chamado”, aconselha o ex-atleta.

Além das faltas de oportunidades, Peralta protagonizou um episódio curioso com a imprensa carioca. O uruguaio foi flagrado por um jornal em uma churrascaria no Rio de Janeiro. Na época, o veículo fez uma matéria criticando a sua forma física. Mas o ex-rubro-negro encara o ocorrido com naturalidade. De acordo com ele, a questão nada atrapalhou sua passagem no Flamengo.

“Recém-chegado ao Fla, ainda jovem, fui à churrascaria ver o jogo do Flamengo. Aí o jornalista foi e tirou a foto. Mas isso não atrapalhou em nada. No horário de treinar, eu treinava. Mas na hora de descansar, eu fazia as coisas normais de qualquer ser-humano. Então, não acho que isso me atrapalhou não. As coisas passam e fico feliz pela lembrança do clube”, comenta Peralta.

Por onde anda, Horacio Peralta?

Peralta ao lado da família em momento de lazer

Morando no Uruguai, Peralta estuda para ser técnico de futebol (Foto: Reprodução | Twitter Horacio Peralta)

Recém-aposentado, Peralta foca agora na sua carreira como treinador. Em fase final de preparação, o profissional se planeja para iniciar um trabalho dentro das categorias de base. Mas não deixa a ambição de lado e já pensa no seu sucesso dentro da profissão.

“Me aposentei no ano passado. Estou fazendo o curso de treinador e faltam seis meses para receber o título. Assim que conquistar, vou iniciar o trabalho. Acho legal trabalhar com os jogadores jovens e vou começar por aí. Assim como os atletas, o treinador também tem que começar de baixo para cima. Posteriormente, caso tudo ocorra bem, aparecer na primeira divisão”, planeja o futuro treinador.

Aliás, não menospreza também um possível retorno ao Flamengo. Mas, agora, como treinador.

“Em relação ao Flamengo, fica a saudade do clube. A gente é sempre muito recebido quando vamos ao Rio de Janeiro. A ambição de trabalho no Brasil ainda vai demanda tempo. Preciso me preparar melhor e aí sim pensar em primeira divisão”, conclui Peralta.

Artilheiro do Carioca de 94 revela mágoa por abandono do Flamengo