Com sofrimento, Fluminense avança na Copa São Paulo

A tarde deste sábado foi de emoção para os tricolores. Na segunda fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior, o Fluminense enfrentou o Londrina e sofreu. Tanto que os garotos de Xerém chegaram a estar com dois gols de desvantagem no marcador. Mas foram buscar um empate heroico no minutos finais da partida. Por isso, a partida foi decidida nos pênaltis e os cariocas levaram a melhor. Portanto, agora, a equipe das Laranjeiras defender sua permanência na competição diante do Audax-SP.  

Início promissor

Assim como já se esperava, Fluminense entrou em campo pressionando seu rival. Aliás, num ritmo alucinante, o gol tricolor saiu logo no início. Aos 2 minutos,  Leandro recebeu em velocidade, driblou o goleiro e foi derrubado na área. Na cobrança, Samuel chutou no meio do gol para abrir o placar, 1 a 0. Mesmo após o gol, o ritmo dos cariocas não diminuiu. Tanto que a equipe construiu várias outra oportunidades que levaram perigo. No entanto, o jogo se mostrou perigoso.

Aos 12 minutos, Juan fez excelente jogada pelo lado direito e cruzou para Luquinha pegar de primeira e deixar tudo igual, 1 a 1. O “banho de água fria” animou o Londrina. Por isso, o jogo começou a ficar emocionante. Tanto que nos minutos seguintes, a virada se concretizou. Logo após cobrança de escanteio, a bola sobrou limpa para Juan empurrar para as redes. Falha de marcação da defesa do Flu e Londrina na frente na primeira etapa, 1 a 2.

Etapa final agitada

Fluminense se recupera e consegue empate heroico na etapa final (Foto: Divulgação)

Assim como no primeiro tempo, Fluminense iniciou o segundo tempo com todo o ritmo. Aliás, o treinador Gustavo Leal promoveu mudanças com a expectativa de mudar o rumo do jogo. Mas foi o Londrina que mostrou mais força. Após linda jogada de Juan, Luquinha recebeu na área para marcar o segundo dele na partida, 1 a 3.

Apesar de toda desvantagem, Flu não jogava mal e foi recompensado pela persistência. Minutos seguintes ao levar o terceiro gol, Calegari fez boa jogada pelo lado direito e cruzou na medida para Nascimento cabecear no cantinho, 2 a 3. Com o andar do relógio, o resultado parecia se consolidar. Mas o Tricolor foi valente e não se entregou. Por isso, o empate saiu nos últimos minutos. Aos 46 minutos, Leandro recebeu na área, dominou no peito e bateu forte para deixar tudo igual, 3 a 3. Com isso, a decisão foi para as penalidades.

Triunfo nas penalidades

Após empatar no apagar das luzes, o lado emocional do Flu foi decisivo para as cobranças de pênalti. Tanto que o Londrina perdeu logo de cara, quando João Mafra isolou por cima do gol. Nas cobranças seguintes, os tricolores deram conta do recado e não desperdiçaram nenhum arremate. Por isso, coube ao goleiro Heitor pegar a última e decisiva cobrança do Londrina, que sacramentou a classificação do clube carioca.

Após entrave, Fluminense renova com um jovem jogador