Vasco sonda atacante ex-Internacional

Gustavo Cunha

, Vasco

Em busca de um atacante que atue pelos lados do campo, o Vasco já tem um alvo na mira. Trata-se do atacante Rossi, de 25 anos, que disputou a última temporada pelo Internacional. O atleta pertence ao Shenzhen, da China, com quem tem contrato até 2020. O Colorado não quis exercer a opção de compra estipulada no contrato de empréstimo. Como a equipe chinesa subiu para a primeira divisão do futebol do país, a expectativa é que busque reforços consagrados. Isto seria um ponto a favor do Gigante da Colina, que fez uma consulta pelo jogador nesta semana. A informação é do jornal Extra.

Os representantes de Rossi irão conversar com o Shenzhen no início de 2019 para tentar a liberação do jogador. O salário do atacante seria dividido com os chineses. Nesta temporada, o atleta disputou 30 partidas pelo Internacional e marcou apenas um gol. Revelado pela Ponte Preta, além dos clubes já citados, passou por Mogi Mirim, Paraná, Operário Ferroviário-PR, São Bento-SP, Goiás e Chapecoense.

Reforços

Até o momento, o único reforço apresentado oficialmente pelo Gigante da Colina foi o atacante Ribamar. No entanto, em entrevista coletiva, o diretor executivo de futebol do Vasco, Alexandre Faria, confirmou que mais jogadores virão: “Outros atletas chegam também na semana que vem, dependendo de exames e assinatura”, disse na ocasião. São eles: os laterais Cláudio Winck, Danilo Barcelos, Cáceres e o meia-atacante Bruno César.

Cláudio Wink disputou a última temporada pelo Sport e Danilo Barcelos pela Ponte Preta. Já o paraguaio Raul Cáceres atuou pelo Cerro Porteño, de seu país, e Bruno César pelo Sporting, de Portugal.

Como terminou o Campeonato Brasileiro deste ano na 16ª colocação, com 43 pontos, um a mais que o Sport, primeiro time do Z-4, o Vasco não conseguiu classificação para torneios internacionais. Sendo assim, na próxima temporada o Gigante da Colina disputará três competições: Estadual, Copa do Brasil e Brasileirão.

Dirigente valoriza ida de Martin Silva para o Libertad: “Uma das grandes contratações do futebol sul-americano”