Dirigente do Cerro Porteño diz: “Cáceres é um jogador completo”

Joel Silva

, Destaque, Vasco

O lateral-direito Raúl Cáceres desembarca no Rio dia 2 de janeiro. Na bagagem muita disposição para vencer no futebol brasileiro. O paraguaio chega ao Vasco emprestado pelo Cerro Porteño até dezembro de 2019. Para assinar com o clube falta apenas a aprovação nos exames médicos. Raúl Cáceres está muito animado em defender o Cruzmaltino. Aos 27 anos, o jogador terá a sua primeira oportunidade em atuar fora do Paraguai. O lateral entende que essa é a grande chance da carreira, tanto que contribuiu com dinheiro do próprio bolso para conseguir a liberação do Cerro Porteño.

A atitude do atleta ganhou os torcedores vascaínos, que estão esperançosos em vê-lo com a camisa do Vasco. Afinal de contas, Raúl Cáceres chega com status de titular absoluto, já que Rafael Galhardo não conta com o prestígio da comissão técnica, Rafael França foi promovido recentemente para os profissionais e Cláudio Winck foi contratado como aposta. Toda essa expectativa positiva tem o respaldo do diretor de futebol do Cerro Porteño, Roberto Nanni. Em entrevista exclusiva ao Esporte 24 Horas, o dirigente afirmou que Rául Cáceres tem a cara do futebol brasileiro e se trata de um lateral completo.

“Cáceres tem muita bagagem e vai agregar muito ao Vasco. É um jogador de personalidade forte que exerce liderança sobre o elenco. Ele se tornou um grande líder aqui no Cerro Porteño e tem tudo para se destacar pelo Vasco. Tecnicamente falando é um jogador que vai muito bem ao ataque, sempre finalizando a jogada. Considero o Cáceres um jogador completo. Sua virtude é aproveitar o espaço para atacar. Ele tem bom posicionamento ofensivo, sempre aparece como opção para os homens de frente e gosta de fazer jogadas em profundidade. É um lateral bastante ofensivo e que tem a cara do futebol brasileiro”.

No radar da Seleção

Juan Carlos Osório durante entrevista coletiva

Juan Carlos Osório assumiu o comando da Seleção do Paraguai após a Copa do Mundo (Foto: Divulgação | APF)

Raúl Cáceres foi titular nas últimas 3 temporadas, somando 138 jogos. Isso fez com que o jogador entrasse no radar do técnico Juan Carlos Osório, como informou Roberto Nanni.

“O Raúl Cáceres fez uma excelente temporada pelo Cerro Porteño. Ele está no radar do técnico Juan Carlos Osório, que foi contratado há pouco tempo para renovar a Seleção Paraguaia. Para o Paraguai, foi muito ruim ver o país fora do Mundial da Rússia. Isso desvaloriza o futebol daqui e principalmente os jogadores. Acredito que o Cáceres tem tudo para vestir a camisa do Paraguai na Copa América, mas isso depende exclusivamente do desempenho dele pelo Vasco”.

Para o dirigente e ex-jogador, Raúl Cáceres pode mudar de patamar no futebol sul-americano em caso de destaque com a camisa vascaína. No entanto, destacou que é preciso ter paciência por conta da adaptação ao futebol brasileiro.

“Acho que isso vai depender muito do que ele apresentar com a camisa do Vasco. O mercado brasileiro é muito grande e tem ligas competitivas. É claro que o vejo se destacando no futuro, mas é preciso de um pouco de paciência. Afinal de contas, todo o jogador quando chega em um país precisa de um tempo para a se adaptar”.

Paraguaios brilham no futebol brasileiro

Julio dos Santos em ação pelo Vasco

Julio dos Santos teve passagem sem brilho pelo Vasco (Foto: Divulgação | Vasco)

O Vasco vai contar mais uma vem com um paraguaio em seu elenco. Entretanto, não teve sorte com os últimos que foram contratados. Júlio dos Santos, Eduardo Aranda, Julio Irrazábal, Milton Benítez e Pedro Vera deixaram o clube sem deixar saudade no torcedor vascaíno. No entanto, paraguaios costumam brilhar no futebol brasileiro. Exemplos não faltam. Romerito, Arce, Gamarra, Rivarola, Gavilán, Victor Cáceres, Balbuena e Romero, que segue no Brasil. Na opinião de Roberto Nanni, o acolhimento do povo brasileiro pode ser a explicação para os estrangeiros terem tanto sucesso por aqui.

“O Brasil tem um povo maravilhoso e muito acolhedor. Além disso, tem o campeonato mais importante da América do Sul. Não estou desmerecendo as outras ligas, mas todo o jogador quer atuar no futebol brasileiro. O Campeonato Brasileiro é uma excelente vitrine para quem deseja ir atuar em grandes centros da Europa. Todos os jogadores citados por você são ídolos paraguaios e que construíram uma carreira muito bonita defendendo grandes clubes do Brasil. Afinal de contas, quando falamos de Flamengo, Fluminense, Palmeiras, Corinthians, Grêmio e Internacional, lembramos de gigantes do futebol Sul-Americano. Espero que o Raúl Cáceres seja capaz de repetir os feitos de todos esses jogadores nesta nova trajetória no Vasco, que também é outro gigante do nosso continente”.

Ex-treinador de Bruno César afirma: “jogador importante que o torcedor vai gostar”