Brasil Sub-20 empata com a Colômbia em Minas

Nesta quinta-feira (15), a equipe sub-20 do Brasil empatou, em 0 a 0, com a Colômbia, em amistoso no Estádio Independência, em Minas Gerais. O jogo servia como preparação para o Campeonato Sul-Americano da categoria, que será realizado no Chile, em janeiro de 2017. O Brasil teve mais posse de bola, mas teve dificuldades na criação e acabou esbarrando boa defesa colombiana. Além disso, sofreu com os contra-ataques.

Sub-20 tem a bola, mas erra na construção

Contando com o apoio da torcida mineira, a equipe Sub-20 do Brasil partiu para cima logo de início. Apostando na velocidade e habilidade dos pontas Paulinho e Vinicius Júnior, o Brasil quase abriu o placar aos 3’. O ex-flamenguista deu um elástico no marcador e cruzou para o ex-vascaíno que levou perigo.

Com as inversões constantes de lado entre Paulinho e Vinicius Júnior, o Brasil ia conseguindo ocupar mais espaço na defesa da Colômbia. Entretanto, a força defensiva cafetera impedia que a seleção conseguisse chegar mais vezes ao gol de Mier. Com isso, mesmo que a equipe brasileira pressionasse, os colombianos não correram riscos tão altos no primeiro tempo.

Na volta para o segundo tempo, a Colômbia seguiu resistindo ao maior domínio de bola do Brasil. Além disso, a seleção cafetera conseguia ter espaços para contra-atacar. Em duas chegas, uma com Valencia e outra com Ângulo, os colombianos quase abriram o placar. A resposta brasileira veio com Paulinho, que chutou rasteiro e, por pouco, não fez o gol do Brasil.

O Brasil buscava saídas para se desvencilhar da marcação colombiana. Mas as tentativas em abrir espaços com o toque de bola e jogadas individuais sempre esbarravam na forte defesa da Colômbia. Além disso, os colombianos ainda chegaram com perigo nos minutos finais da partida. Ortiz recebeu um passe em profundidade, pela esquerda, e bateu para o gol. Mas o goleiro Phelipe impediu a derrota brasileira. Com o empate garantido, os jogadores da Colômbia começaram a trocar passes. Irritada, a torcida brasileira começou a gritar um irônico “Olé”!