Bandeira de Mello perde eleição para deputado

O atual presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, perdeu a eleição para deputado federal. Apesar de ter conseguido mais de 38 mil votos, o candidato da REDE não ficou entre os 46 eleitos do estado do Rio de Janeiro. Sem ter sido eleito, o atual mandatário rubro-negro também não estará à frente do Flamengo. O mandato de Bandeira termina em 31 de dezembro deste ano.

Candidatura causou problemas no Flamengo

A candidatura de Eduardo Bandeira de Mello causa polêmica desde o início do ano. Logo de início, o presidente rubro-negro se filiou à REDE no dia da eliminação do Flamengo, na Taça Rio, para o Fluminense, em março deste ano. Desde então, a oposição rubro-negra passou a questionar o comprometimento do presidente com o clube.

Tendo que se dividir entre a campanha política e as obrigações como presidente, Eduardo Bandeira de Mello, viu as eliminações na Libertadores e na Copa do Brasil. Foram 16, nos cinco anos de mandato. Em evento de gestão esportiva janeiro deste ano, o presidente demonstrou incômodo com os resultados, mas acreditava que o equilíbrio das finanças ajudariam na eleição do candidato da sua chapa, Ricardo Lomba.

“O Flamengo foi para três finais. Só ganhou uma, perdeu outra nos pênaltis, mas ninguém está satisfeito. Eu, que sou torcedor acima de tudo, quero ganhar. É um último ano (de mandato) em que você tem uma eleição em dezembro e o resultado dentro de campo será levado em consideração. Mas tenho certeza que os eleitores não vão levar em conta só o resultado em campo”, afirmou Bandeira.

Rodolfo Landim em evento da Petrobrás

Antigo parceiro de Bandeira, Rodolfo Landim é líder da oposição rubro-negra (Foto: Reprodução | Twitter)

Porém, os resultados seguiram não ajudando. A instabilidade do Flamengo no Brasileirão fez com que a postura de Eduardo Bandeira de Mello fosse ainda mais questionada. Após a eliminação para o Corinthians, o presidente chegou a discutir com um torcedor, em aeroporto. Pressionado, Bandeira não viu outra saída a não ser demitir o técnico Maurício Barbieri. Ainda assim, o presidente vê o crescimento da oposição. O ex-companheiro de chapa, Rodolfo Landim, cresce em popularidade com a torcida e é favorito ao cargo.

Bandeira revela planos do clube para gerir Maracanã

Deixe uma resposta

nove + 6 =